Custos de construção de habitação nova abrandam

Por a 22 de Junho de 2005

Segundo dados revelados ontem pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), em Abril de 2005, os custos de construção de habitações novas no Continente variou 1,6 por cento face ao mês homólogo de 2004, verificando-se com isso uma desaceleração do crescimento observado em Março, de 0,8 pontos percentuais (p.p.).

Estes números derivou da nova desaceleração na componente de materiais, de 2,9 p.p., passando a correspondente variação homóloga a situar-se em 0,8 por cento. Relativamente à mão-de-obra dos custos de construção de habitação nova registou-se uma ligeira aceleração passando de 3,7 por cento para 3,9 por cento.

Ainda de acordo com o INE, o índice de preços de manutenção e reparação regular da habitação no Continente apresentou uma variação homóloga de 3,0 por cento inferior em 0,5 p.p. à observada no mês anterior. A componente de produtos para a manutenção e reparação regular da habitação desacelerou em 0,3 p.p. face ao período anterior, situando-se em 2,9 por cento.