Portugal aposta no mercado argelino

Por a 5 de Julho de 2005

estrada

«Os consórcios em que participam a Mota-Engil, a Teixeira Duarte e a Construtora do Lena têm boas perspectivas de verem adjudicadas certas obras», garante o ministro das Obras Públicas, Mário Lino, durante uma visita à Argelia afim de discutir com as autoridades daquele país o aprofundamento das relações bilaterais.

Mário Lino, que seguiu viagem acompanhado do ministro da Economia, Manuel Pinho, considerou que a «visita abriu expectativas concretas em concursos concretos», nomeadamente em relação à auto-estrada Este-Oeste, a construir na Argélia. Há, segundo Manuel Pinho, um consórcio português candidato à execução da obra.

De acordo com a agência Lusa, o primeiro-ministro argelino, Ahmed Ouyahia, considera que o projecto necessita da colaboração de empresas portuguesas, não só em termos de construção como também na fase de estudos, controlo, e gestão.

A Coba e a EPAL são duas das empresas que assinaram recentemente contratos para o desenvolvimento de projectos na área das auto-estradas e barragens.