Madrid e Barcelona com ocupação de escritórios recorde

Por a 6 de Julho de 2005

A consultora imobiliária Cushman & Wakefield Healey & Baker (C&W/H&B), apresentou o seu primeiro relatório global sobre o mercado imobiliário espanhol, que inclui o sector de escritórios, retalho e industrial.

O mercado de escritórios espanhol é actualmente caracterizado por taxas elevadas de ocupação em Madrid e Barcelona. Na capital espanhola, com 713 mil metros quadrados ocupados em 2004, a taxa de disponibilidade actual é de8,8 por cento. O sector público e dos serviços, ocupando a cada um 27 por cento dos espaços disponíveis, continuam a liderar a procura de escritórios.

Em Barcelona, o mercado de escritórios encontra-se também condicionado pela grande absorção registada no ano passado, de 375 mil metros quadrados. Para além disso, este valor é acompanhado por um aumento regular do número de transacções. No centro da cidade começa a registar-se uma certa escassez de espaços com áreas superiores a mil metros quadrados.

Relativamente ao mercado de investimento de escritórios de Madrid, os yields registam um valor de 5,25 por cento, nas zonas prime. Em Barcelona, o mercado de investimento ainda se caracteriza pela escassez de produto e por uma forte pressão dos compradores.