Venda de máquinas de movimentação de terras desce no primeiro trimestre

Por a 21 de Abril de 2006

A venda de máquinas de movimentação de terras desceu, no primeiro trimestre de 2006, em relação ao período homólogo do ano anterior, registando -6,1 pontos percentuais, equivalentes a 555 máquinas vendidas, anunciou a Associação do Comércio Automóvel de Portugal (ACAP).

Neste segmento, as vendas de máquinas pesadas tiveram uma quebra de 12,3 por cento, relativamente ao período homólogo do ano anterior, que se deveu ao decréscimo das vendas de retroescavadoras (-16,7 por cento) e de pás de rodas (-23,9 por cento). Nas máquinas ligeiras, as vendas cresceram 10,7 por cento, relativamente ao período homólogo do ano anterior, sendo que esta evolução foi determinada pelo aumento das vendas de mini escavadoras (13,6 por cento) e de mini pás (8,6 por cento).

Por sua vez, as vendas de máquinas de movimentação de cargas (empilhadores) registaram um acréscimo de 1,2 por cento, referente a 412 máquinas vendidas.

Esta evolução foi determinada pelo crescimento das vendas de todos os tipos de empilhadores, com a excepção das vendas dos empilhadores todo-o-terreno que tiveram uma quebra de nove por cento neste período, relativamente ao período homólogo do ano anterior. As unidades e transporte (dumpers) foram as que, em relação ao trimestre de 2005, apresentaram a maior quebra, na ordem dos 66,7 por cento. A maior subida foi, por sua vez, para os tractores, com 40 por cento.