Volvo elimina dioxido na fábrica de Umeå

Por a 21 de Abril de 2006

A fábrica da Volvo em Umeå é mais uma das unidades de produção da marca sueca onde foi eliminado o dioxido de carbono, um esforço que os responsáveis da marca entendem relevante num conceito pró-ambiental.

A fábrica de cabinas chegou a acord com a Universidade de Umeå para a realização de um estudo preliminar sobre o desenvolvimento de um processo de substituição dos gases de petróleo liquefeitos (GPL) por gás biosintético ecológico, produzido localmente. Prevista está a criação de uma unidade de gaseificação para a fábrica de cabinas da Volvo Trucks, tendo como objectivo a produção de gás biosintético optimizado a nível ecológico. Esta tecnologia, em que os subprodutos residuais da indústria da madeira são moídos e gaseificados num reactor de fluxo, foi desenvolvida pela Universidade de Umeå.

A próxima etapa, no processo de eliminação do dióxido de carbono da fábrica, é acabar totalmente com a utilização de GPL na produção de cabinas. Actualmente, o GPL – uma mistura de substâncias de gases fósseis – é utilizado no processo de secagem da pintura. A Volvo Trucks já tinha anteriormente tomado a decisão de tornar as suas linhas de montagem de camiões em Ghent e Gotemburgo livres de dióxido de carbono.