Efacec quer duplicar o volume de negócios até 2008

Por a 24 de Maio de 2006

42 Eface

A administração da empresa assume a área das energias renováveis como principal alavanca

O grupo Efacec pretende duplicar o volume de negócios até 2008, para cerca de 530 milhões de euros, sobretudo através da sua área de energia, avançou Alberto Barbosa, administrador executivo da empresa ao Construir. Actualmente, a Efacec assume o sector das energias renováveis como a alavanca fundamental para o objectivo de duplicar a dimensão da empresa nos próximos cinco anos e de a replicar noutros continentes no espaço de uma década. Face ao programa de crescimento traçado pela empresa, Alberto Barbosa garantiu que as perspectivas de aumento da facturação vão registar-se, já este ano, nas energias renováveis através dos parques eólicos, energia das ondas e biomassa, bem como na assistência e instalação de sistemas fotovoltaicos. Para além disso e, de acordo com a mesma fonte, a aposta da empresa dirige-se para áreas com maior valor acrescentado a nível do fornecimento de equipamentos, como grandes transformadores, que representam entre 6 a 8 milhões de euros e exigem uma grande componente de engenharia, com um elevado grau de exigência de qualidade. Nos Estados Unidos a Efacec pretende igualmente expandir a sua presença, estando neste momento em fase de negócios com algumas empresas do sector energético, prevendo-se a aquisição, até ao final deste ano, de uma das principais empresas americanas nesta área, garantiu o engenheiro da Efacec. Por outro lado, a empresa está também a reforçar a sua posição no mercado espanhol.