Estudo da C&W revela importância na localização de escritórios

Por a 8 de Setembro de 2006

Um estudo realizado pela Cushman & Wakefield durante o primeiro semestre do ano, revela que o factor da localização dos escritórios continua a ser determinante na escolha das empresas.

A Chusman & Wakfield empresa de serviços imobiliários, elaborou um estudo sobre os factores preferenciais de ocupação de escritórios, através de questionários realizados a 500 empresas de 26 países da Europa.

O estudo pretende reflectir as opiniões de proprietários e de inquilinos de escritórios no que diz respeito a factores como a localização, design, tecnologias e responsabilidade social empresarial.

A importância da localização é o único ponto de convergência entre proprietários e inquilinos. Ambas as partes elegem a distância do edifício aos transportes públicos o factor que mais determina a escolha da localização dos escritórios.

O estudo revela ainda que a média europeia de ocupação por trabalhador é de 14 metros quadrados, sendo que existem grandes variações entre os países europeus, nomeadamente na Alemanha, onde a ocupação é de 30 metros quadrados por pessoa e em Portugal a média encontra-se abaixo da europeia com 12.5 metros quadrados.

O ponto de maior divergência entre inquilinos e proprietários está no design dos edifícios. Os proprietários valorizam mais o estacionamento e a estética do edifício, enquanto os inquilinos dão mais importância ao controlo de acessos e às condições de segurança e higiene.

No que concerne à responsabilidade social empresarial já existe a percepção de que não é prudente arrendar ou adquirir um edifício que não cumpra as normas de respeito do meio ambiente.