Governo de Madrid propõe alternativa à proposta de Siza

Por a 7 de Novembro de 2006

Siza Vieira

Depois da polémica gerada entre a vice-presidente vitalícia da Fundación Thyssen, Cármen Cervera, e o Ayuntamiento de Madrid em torno do plano de reforma rodoviária do eixo central Recoletos-Prado, da autoria de Siza Vieira, o governo municipal apresentou um plano alternativo.

De acordo com o jornal espanhol El Pais, a nova proposta passa por reduzir para quatro as cinco vias que estavam previstas passar em frente à instituição.

O plano de Siza Vieira pretendia transformar toda a área envolvente das três principais instituições museológicas da capital espanhola – Prado, Reina Sofía e Thyssen – de forma a criar uma zona museológica semelhante à existente em outras cidades europeias, através da eliminação das vias de tráfego que actualmente passam em frente ao Museu do Prado, dando as mesmas lugar a um enorme passeio pedonal, o que em contrapartida levaria a que a circulação em frente ao Thyssen fosse aumentada em cinco vias de circulação.