Entidade privada quer transformar antigo sanatório de Mozelos em estância de turismo

Por a 7 de Fevereiro de 2008

A Câmara de Paredes de Coura mostrou-se interessada na compra do antigo sanatório de Mozelos, após a administração do Centro Hospitalar do Alto Minho, CHAM, ter confirmado a sua intenção de vender o edifício, de forma a viabilizar a intenção de um grupo privado que se mostrou interessado no espaço.
Abandonado desde 2002, o grupo de entidade privada quer recuperar e transformar o antigo hospital psiquiátrico, bem como os terrenos envolventes, numa estância de lazer e turismo, prevendo para tal, um investimento de 50 milhões de euros.
Segundo o Diário de Notícias, o presidente da autarquia, António Pereira Júnior, explicou que "uma das hipóteses que se põe é a câmara adquirir o sanatório e os terrenos à volta para depois entrar para a futura sociedade com esse capital".
Segundo a mesma fonte, espera-se a construção de um empreendimento de luxo, incluído numa área total de 140 hectares, uma unidade hoteleira, um campo de golf de montanha, espaços dedicados aos desportos radicais, passeios equestres e pedestres. Espera-se assim atrair turistas da vizinha Galiza.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *