Arquitectos portugueses projectam na Mongólia

Por a 4 de Março de 2008

O colectivo português Sami Arquitectos foi um dos gabinetes escolhidos para materializar um projecto no interior da Mongólia, na China.

O projecto a erigir na cidade de Oros contempla 100 moradias e é da responsabilidade da empresa Jian Yuan Water Engineering torná-lo realidade. Nesse sentido, a empresa contratou Jacques Herzog para escolher cem arquitectos, de 27 países diferentes, que darão corpo a esta ideia.

Em declarações ao Construir, Miguel Vieira, arquitecto e um dos responsáveis pelo Sami Arquitectos referiu que a selecção foi feita por convite, “recebemos um e-mail do Jacques Herzog a convidar-nos a integrar o projecto”, e posteriormente houve um processo de confirmação, sublinhando contudo que, “não sabemos ao certo como o convite chegou até nós, podemos presumir mas não temos a certeza”.


Miguel Vieira adiantou ainda que as equipas de trabalho foram divididas em dois grupos, sendo que o seu faz parte da segunda fase que irá ao local em Abril.


Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *