Polis Litoral investe 5 ME na requalificação da frente ribeirinha

Por a 28 de Janeiro de 2010

A Polis Litoral Norte lançou um concurso de arquitectura para o projecto de requalificação e valorização da frente ribeirinha de Caminha, no valor de cinco milhões de euros, informou fonte daquela sociedade.

O projecto tem por objectivo dotar a frente ribeirinha daquele núcleo urbano de condições de vivência e usufruto pela população e visitantes, permitindo uma ligação de qualidade entre a terra e o rio.

No âmbito do concurso de arquitectura, será redesenhado o espaço público de um total de 12 hectares, bem como o equipamento e mobiliário urbano, incluindo resíduos sólidos urbanos, iluminação adequada e novos espaços verdes.

O mesmo inclui ainda a reformulação das redes de infra-estruturas de saneamento e abastecimento de águas pluviais e energia eléctrica, e será também colocada uma rede de fibra óptica com pontos wi-fi de acesso à internet.

‘O projecto de arquitectura permitirá uma gestão da mobilidade viária, ciclável e pedonal, nomeadamente a disciplina viária, o estacionamento e o serviço de transportes públicos’, acrescentou a fonte.

O prazo de entrega de propostas termina a 26 de Março.

O Polis Litoral Norte intervém numa área de litoral de 50 quilómetros, entre o limite sul do concelho de Esposende e a foz do rio Coura, em Caminha, promovendo a requalificação e valorização da orla costeira.

É uma sociedade de capitais públicos constituída pelo Ministério do Ambiente e Ordenamento do Território e pelas câmaras municipais de Viana do Castelo, Esposende e Caminha.

O investimento previsto para o total da intervenção ascende a 90 milhões de euros.

Um comentário

  1. manuel ferreira

    29 de Janeiro de 2010 at 11:52

    A PRAIA DE ESMORIZ , localizada no concelho de Ovar , já considerada uma zona de turismo com qualidade , continua sem qualquer plano de requalificação para a zona compreendida entre a Praia da Barrinha e a Praia Velha , sendo esta uma zona central que poderia ser o ex-libris da Praia de Esmoriz , continua colocada ao abandono , sendo um local para vivência de marginais onde se verificam assaltos constantes , afastando da zona potenciais investidores quer na área do turismo quer na componente imobiliária. Sr. Presidente colabore connosco .

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *