Arquitecto Armando Rabaça vence Prémio Fernando Távora

Por a 26 de Abril de 2010

Armando Rabaça venceu a 5.ª edição do Prémio Fernando Távora, atribuído pela Ordem dos Arquitectos Secção Regional do Norte, com “De La Chaux-de-fonds à Voyage d’Orient – A promenade architecturale e o espaço/tempo em Le Corbusier”.

O júri deliberou por “unanimidade” atribuir o Prémio Fernando Távora à proposta “De La Chaux-de-fonds à Voyage d’Orient – A promenade architecturale e o espaço/tempo em Le Corbusier”, “pela sua qualidade intrínseca e pelos objectivos que incorpora”.

“O trabalho premiado distingue-se por utilizar a investigação das fontes primárias de Le Corbusier, recentemente disponibilizadas, como ponto de partida para (re)construir a ‘promenade architecturale’ da Viagem ao Oriente”, avançou o júri.

Na sua proposta, Armando Rabaça, integrante da exposição itinerante “Geração 90”, realizada pela Ordem dos Arquitetos em 1999, propõe uma viagem a La Chaux-de-Fonds, terra natal de Le Corbusier, e aos locais mais significativos da sua “Voyage d’Orient”, visando “um olhar renovado sobre as origens da equação espaço/tempo na concepção arquitectónica de Le Corbusier”.

O arquitecto, que actualmente desenvolve a tese de doutoramento subordinada ao tema “Le Corbusier e a ‘promenade architecturale'”, nasceu em 1968, em Coimbra, onde lecciona no Departamento de Arquitectura da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra.

Rabaça foi premiado com a Menção Honrosa no Projecto de Intervenção e Consolidação da cidade histórica de Erice, Sicília, no âmbito do Europan 9, em 2007, e foi comissário da região Centro da exposição Habitar Portugal 03/05, promovida pela Ordem dos Arquitectos em 2006.

O júri, presidido por Emílio Rui Vilar, presidente do conselho de administração da Fundação Calouste Gulbenkian, e composto pelos arquitectos Nuno Brandão Costa, João Paulo Rapagão (em representação da Casa da Arquitectura), Ana Tostões (em representação da família Távora) e Maria Manuel Oliveira (em representação da Ordem dos Arquitectos Secção Regional do Norte), congratulou-se “com a qualidade das propostas concorrentes”.

O Prémio Fernando Távora, que este ano recebeu 30 candidaturas, é um prémio anual – uma bolsa de viagem -, destinado a todos os membros da Ordem dos Arquitectos, instituído em homenagem ao arquitecto portuense.

2 comentários

  1. arquitecto Cruz

    26 de Abril de 2010 at 9:14

    Parabens ao arquitecto.
    Bom trabalho!

  2. Pedro

    30 de Abril de 2010 at 14:19

    Parabéns ao Arquitecto Rabaça,é uma mais valia da nossa Arquitectura.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *