Banco de Portugal revela restrição de crédito às empresas em relatório

Por a 1 de Fevereiro de 2012

Um inquérito realizado aos cinco grupos bancários portugueses revelou maiores restrições nos empréstimos às empresas do que nos empréstimos aos particulares no último trimestre de 2011, segundo o Banco de Portugal.

No “Inquérito aos Bancos sobre o Mercado de Crédito”, divulgado esta quarta-feira, consta que “os critérios de concessão de empréstimos ao sector privado não financeiro tornaram-se mais restritivos no decurso do quarto trimestre de 2011. Este aumento foi mais acentuado no caso dos empréstimos ou linhas de crédito a empresas, do que no caso dos empréstimos a particulares para habitação ou para consumo e outros fins”.

Segundo aquele documento, “os principais factores apontados pelas instituições inquiridas como determinantes do aumento da restritividade foram uma percepção menos favorável dos riscos bem como o aumento dos custos de financiamento e restrições de balanço”, acrescentando que “a maior exigência nos critérios de concessão de empréstimos ter-se-á traduzido num aumento dos ‘spreads’ aplicados, especialmente nos empréstimos de maior risco, mas também na aplicação de outras condições contratuais mais restritivas. Entre estas refira-se, no caso das empresas a redução do montante dos empréstimos ou linhas de crédito e o reforço das garantias exigidas”, diz o inquérito.

 

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *