Baía de Luanda vence Prémio Nacional de Arquitectura Paisagista 2013

Por a 13 de Maio de 2013

O projecto de Requalificação e Dinamização da Marginal de Luanda, promovido pela Sociedade Baía de Luanda, foi o vencedor do Prémio Nacional de Arquitectura Paisagista 2013, na categoria de Obra de Integração Paisagística.

O prémio recebido pela arquitecta paisagista Margarida Quelhas em representação da equipa Angolana e Portuguesa constituída pelos gabinetes Costa Lopes (Angola) e Território, Paisagem, Arquitectura (Portugal), foi entregue no evento 9ª Urba Verde – Fórum das Cidades Sustentáveis.

Ao longo de 3 km de extensão foram executados trabalhos de dragagem e limpeza das águas da baía de Luanda, reabilitadas as redes de infra-estruturas e construído um aterro que permitiu aumentar e melhorar a capacidade da rede viária e disponibilidade de estacionamento, ampliando a área destinada ao recreio e lazer.

Tirando partido desta nova área mais vasta entre a via e o mar, propôs-se a criação de um parque linear, com uma distribuição equilibrada de programação lúdica ao longo de toda a sua extensão.

O parque linear é constituído por áreas ajardinadas entrecortadas por zonas pavimentadas, parques infantis, estações de um percurso de manutenção e campos de “street basket”. Criou-se também um passeio arborizado junto à via e um passeio marginal contínuo ao longo da baía, acompanhado de uma ciclovia que “corre” sobre uma caleira técnica.

Pretendeu-se assim devolver a Luanda um dos seus espaços públicos fundamentais tanto para a vida urbana como para a imagem da Cidade.

2 comentários

  1. Beatrice Hajjar

    14 de Maio de 2013 at 9:18

    Cria saber mias sobre este projecto. Onde posso me informar?

  2. Guilherme

    24 de Maio de 2013 at 12:32

    Estao de Parabens pelo Trabalho.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *