Museu da Água reabre após um ano de trabalhos de reaqualificação

Por a 30 de Setembro de 2014

O Museu da Água reabre no próximo dia 1 de Outubro, após um ano de trabalhos de requalificação, numa cerimónia que contará com a presença do Primeiro-ministro Pedro Passos Coelho e do ministro do Ambiente, Ordenamento do Território e Energia Jorge Moreira da Silva. O evento terá lugar na Estação Elevatória a Vapor dos Barbadinhos.

Os trabalhos de intervenção a que foi alvo tiveram como objectivo garantir um plano completo de acessibilidades, modernização e actualização do espaço musealizado, bem como a construção de uma exposição permanente, através da qual é agora possível entender a relação existente entre os cinco espaços que constituem o Museu da Água e conhecer o tema da água no seu todo: história, ciência, tecnologia e sensibilização ambiental.

Em nota de imprensa, o Museu da Água recorda que “a primeira tentativa de musealização do espólio da Companhia das Águas de Lisboa deu-se em 1919, através de uma deliberação da Assembleia-Geral. No final dos anos 30, do século XX, iniciou-se o primeiro processo de inventário com o objectivo de organizar todo um espólio recolhido ao longo de duas décadas. Em 1987 foi instalada uma exposição permanente onde se destacava a história da evolução do abastecimento de água à cidade de Lisboa, desde a presença romana até hoje. A primeira exposição permanente manteve-se até Dezembro de 2013, altura em que se iniciaram novas obras de requalificação do edifício da estação elevatória a vapor dos Barbadinhos”.

O Museu da Água, tutelado pela Empresa Portuguesa das Águas Livres – EPAL, S.A., é composto por quatro espaços dispersos pela cidade de Lisboa, todos eles constituídos por edifícios relacionados com o abastecimento da água à cidade de Lisboa, datados dos séculos XVIII e XIX: o Aqueduto das Águas Livres, o Reservatório da Mãe d’Água das Amoreiras, o Reservatório da Patriarcal e a Estação Elevatória a Vapor dos Barbadinhos.

 

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *