Volume de negócio do sector das máquinas de construção alemão cresceu 8% em 2014

Por a 18 de Fevereiro de 2015

O volume anual de negócios dos fabricantes alemães de equipamento de construção cresceu, em 2014, 8%, totalizando 8,4 mil milhões de euros no total.

Esta é a conclusão da Federação Alemã de Engenharia (VDMA), que destaca, em comunicado de imprensa, que estes resultados, equivalentes aos de 2006, ultrapassam as expectativas iniciais.

“Volume de negócio é uma coisa, lucro é outra”, sublinhou Joachim Strobel, vice-presidente da Associação de Equipamento e Materiais de Construção da VDMA. Strobel destacou que o curto intervalo de tempo para a entrada em vigor dos novos regulamentos de emissões de carbono significou investimentos “extremamente altos” em desenvolvimento, que não eram auto-financiados.

“Em primeiro lugar, a recém desenvolvida maquinaria necessita de ser colocada no mercado e vendida aos clientes”, declarou o responsável, que é também director de gestão da Liebherr EMtec.

Numa análise aos mercados a VDMA refere que Portugal e Espanha voltaram a crescer lentamente, embora tenham começado num nível “muito baixo”. Embora ressalve o carácter heterogéneo, a federação refere que as vendas em equipamento da construção em 2014 aumentaram 15% em toda a Europa, comparando com o ano anterior.

“A maior procura foi nas máquinas de construção de estradas”, explica o comunicado, referindo que, embora lentamente, a economia da construção parece ter regressado ao crescimento, apesar da existência de “nuvens negras no céu francês”.

 

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *