Recrutamento para o Dubai

Por a 28 de Abril de 2016

Marco Arroz (1)Marco Arroz, Senior Manager Engineering & International Development Manager for Middle East and Europe

O Dubai enquanto região económica em expansão, apresenta atualmente um conjunto de oportunidades de emprego no setor de engenharia que tem sido alvo de atenção por parte dos profissionais portugueses.

O Dubai integra os Emirados Árabes Unidos, sendo, atualmente, não apenas uma referência na área do turismo, mas também enquanto região com elevado número de oportunidades de emprego. A economia cresce de forma sustentada com base, não apenas no gás natural e no petróleo, mas também no setor imobiliário e construção civil. De referir que Abu Dhabi possui petróleo, sendo que as oportunidades na área de Oil&Gas surgem com maior frequência nesse emirado. Já no Dubai, as oportunidades estão mais voltadas para a área de construção civil em geral. Desta forma, compreende-se a ocorrência de processos de recrutamento para esta área do globo em diferentes funções e setores tão diversos como Petroquímica, Energia, Ambiente, Saneamento, Construção Civil, Construção Naval, entre outros.

Na área de engenharia, poderemos analisar o forte investimento em toda a região dos Emirados Árabes Unidos, sendo usual a constante procura de profissionais estrangeiros europeus (middle e top management). Nesse sentido, é possível verificar diversos profissionais portugueses que se encontram a desempenhar funções em projetos de engenharia de referência mundial (como é o caso da Expo 2020), assim como de infraestruturas de variadas dimensões.

Enquanto responsável por recrutamento internacional, tenho tido a possibilidade de conhecer profissionais portugueses da área de engenharia e de construção que se encontram a laborar nesta região, apresentando uma experiência satisfatória. A menção à possibilidade de participar em projetos interessantes e de referência mundial que jamais teriam oportunidade em Portugal, é um dos fatores mais valorizados. A estabilidade da região em termos de segurança é igualmente uma mais-valia para abraçar projetos no Dubai. Efetivamente, as oportunidades são reais, as condições financeiras aliciantes e as hipóteses de progressão na carreira são possíveis para quem demonstrar vontade e capacidade de adaptação à cultura e práticas de uma população ciosa dos seus valores.

Relativamente às empresas locais que solicitam perfis de engenharia é importante referir que, apesar de ainda ténue, já começa a existir um reconhecimento do profissional português, nomeadamente face à sua formação académica e à experiência profissional técnica. A opção por candidatos com experiência de trabalho fora da Europa e fluência na língua inglesa serão naturalmente pontos importantes no critério de seleção.

Do ponto de vista contratual, em termos legais, ninguém pode ir para o Médio Oriente sem contrato de trabalho e sem os respetivos vistos profissionais e de residência. Por regra, as empresas de recrutamento ou os clientes destas onde o candidato vai desempenhar funções, agilizam todo esse processo antes da partida dos profissionais, o que também garante alguma segurança em relação a eventuais recrutamentos fraudulentos.

Indubitavelmente, estamos perante uma região com elevadas oportunidades profissionais, com semelhanças ao estilo de vida ocidental, embora com um quotidiano laboral que se rege pela religião. Efetivamente, a semana de trabalho inicia-se ao sábado e termina na quinta-feira, face ao dia de orações (sexta-feira). O próprio período do Ramadão implica o dia de trabalho com menos duas horas. No entanto, apesar das diferenças culturais serem evidentes e impactando diretamente no trabalho, investir profissionalmente nesta região continua a ser uma mais-valia em termos curriculares, onde o profissional da engenharia tem a possibilidade de participar em projetos de referência mundial, bem como auferir uma remuneração acima da média livre de impostos. O facto de, desde janeiro de 2016, existir um segundo voo diário e direto Lisboa-Dubai traduz a aproximação entre as duas regiões e o crescimento de parcerias profissionais.


 

2 comentários

  1. Paulo Vladimiro Batista Furtado

    17 de Julho de 2016 at 1:07

    Tell me more about thus.

    I will be interest

    Paulo Furtado
    +351917274177

  2. Jorge Manuel Pinto Teixeira

    18 de Novembro de 2016 at 15:22

    Boa tarde Marco.

    Sou engenheiro civil com uma larga experiência, a ultima em Angola.
    Fiz algumas escalas no Dubai dos inumeros voos enquanto trabalhava em Africa e o Dubai fascinou-me! Em termos profissionais tambem é desafiante!!!
    Existe a possibilidade de me facultar o seu endereço electronico para eu enviar o meu currilum vitae?

    Cumprimentos
    Jorge Teixeira

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *