Marca de design portuguesa cria peças para Cidade do Futebol

Por a 17 de Junho de 2016

branca 1 A marca portuguesa de design contemporâneo Branca, foi convidada a mobiliar o recém-inaugurado edifício Cidade do Futebol, da autoria do Atelier Risco e que contou com o design de comunicação do P-06 Studio. Para o projecto, foram desenvolvidas peças, que seguiram o mesmo conceito que inspirou o projecto de arquitectura que procurou recuperar a abordagem projectual aos edifícios públicos modernistas portugueses.

“O conceito geral do projecto de arquitectura previa uma intervenção em que a qualidade dos materiais utilizados seria um ponto forte, de forma a trazer de volta o espírito dos edifícios públicos modernistas. Neste seguimento, o design das peças Branca procurou enquadrar-se neste conceito ao utilizar, por exemplo, as mesmas madeiras, carvalho e nogueira, que foram usadas no revestimento de algumas paredes do interior dos espaços, fazendo uma ligação imediata entre arquitectura e o design. Todas as peças foram produzidas em Portugal, indo por isso ao encontro da excelência esperada para todas as componentes deste novo espaço”, explicou ao CONSTRUIR Marco Sousa Santos, director criativo da Branca.

As mesas Trave e Pó, o cadeirão Sofo, o banco Twin e a mesa C – com 2,70 m de comprimento para a sala Vip foram as peças desenhadas e desenvolvidas em Portugal utilizando quase em exclusivo madeira. O projecto inclui o mobiliário para a sala do Presidente, a sala Vip, o restaurante e a esplanada.

Segundo a empresa, a mesa Trave, recebeu o nome graças à longa trave que se encontra no meio da peça e reforça todos os outros componentes. “Com um tampo de formato oval que providencia um contraste subtil e harmonioso com a estrutura robusta, foi desenhada e produzida com atenção ao detalhe e máxima qualidade. Trave irá resistir ao uso contínuo e intensivo”, assegura a Branca.

A mesa C, contempla uma estrutura de 5 pernas que forma a sua base. “Esta sustentação sólida em combinação com um tampo multifacetado, torna esta mesa apropriada para ambientes profissionais ou domésticos”. Está disponível em madeira de nogueira.

Por último, a mesa Pó “é ideal para ambientes exteriores ou interiores. Com uma base triangular em madeira de carvalho e um tampo feito a partir de um polímero, criam um desenho durável resistente a quaisquer intempéries. Pó faz a combinação perfeita com os bancos Twin”, reforça a mesma fonte.

Para além dos novos produtos, Branca equipou a Cidade do Futebol com algumas peças da sua colecção como as cadeiras R&B, Skin e Aya. O principio que guiou todo o projecto foi o de criar uma harmoniosa integração entre as peças de mobiliário e os espaços.

“Orgulho-me de incluir bom design, 100% desenhado e produzido em Portugal num edifício tão simbólico para a nossa cultura. É muito especial que este projecto junte fornecedores e criativos portugueses de diversas disciplinas”, refere Marco Sousa Santos, director criativo da Branca.

Localizado na zona do Jamor, o novo edifício da Cidade do Futebol foi desenhado pelo Atelier Risco que criou novos espaços que acomodam diferentes serviços, incluídos num vasto complexo com 7 hectares.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *