Consórcio Ferrovial-MSF vai construir central de Gouvães

Por a 12 de Janeiro de 2017

Obra AljustrelO consórcio constituído pela Ferrovial Agroman e pela MSF Engenharia foi seleccionado pela Iberdrola para construir a central hidroeléctrica de Gouvães, no Rio Tâmega, no norte de Portugal.

Em comunicado de imprensa, os grupos do consórcio revelam que o contrato envolve um investimento de 80 milhões de euros e um prazo de execução de 47 meses. O projecto compreende a construção da caverna principal, de 120 metros de comprimento, 20 metros de largura e 44 metros de altura, que albergará quatro grupos de 220 KW cada (880MW no total) e uma caverna de transformadores de 80 metros de comprimento, 17 de largura e 14 de altura.

O consórcio será ainda responsável pela escavação de 5 quilómetros de galerias, “entre as quais se destacam oito poços verticais, com uma altura máxima de 320 metros e 7 metros de diâmetro”.

A nota sublinha que a central de Gouvães é o terceiro contrato adjudicado pela Iberdrola a este consórcio dentro do Complexio Hidroeléctrico do Alto Tâmega. Em Maio do ano transacto, este ACE foi seleccionado para construir a barragem e central de Daivões, após ter executado o túnel de acesso à central de Gouvães e as galerias de reconhecimento do projecto Tâmega.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *