Grupo DST reabilita dois edifícios na Baixa Pombalina

Por a 13 de Fevereiro de 2017

?

O Grupo DST anunciou que é responsável pela empreitada de reabilitação de dois edifícios urbanos nas ruas de São Julião e da Prata, no centro de Lisboa, avaliada em 2,5 milhões de euros.

Em comunicado de imprensa, a construtora bracarense explica que marca presença nesta obra através das suas empresas DST e DTE, e que esta intervenção irá aumentar “a oferta na capital em termos residenciais”.

Com assinatura do arquitecto Samuel Torres de Carvalho, este projecto deverá estar concluído no final do primeiro semestre deste ano. A intervenção nos dois edifícios – um com sete e outro com quatro – totaliza uma área bruta de construção superior a 3.500 metros quadrados e visa a reabilitação do edificado, mantendo as estruturas existentes e procedendo a reforços pontuais em vigamentos de madeira e metálicos.

Está ainda prevista a substituição integral das coberturas e reformulação da cave existente, “marcada pela existência de vestígios arqueológicos – Criptopórtico da Rua da Prata”.

Para o presidente do conselho de administração do Grupo DST, José Teixeira, esta obra “terá um impacto notável em Plena Baixa Pombalina, permitindo captar para o centyro da cidade o uso residencial, assim como dinamizar a economia local”. José Teixeira destaca ainda que “intervenções numa malha urbana com esta especificidade arquitectónica e patrimonial colocam desafios estimulantes a que só empresas com uma vasta experiência na área podem dar resposta”.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *