Multinacional francesa ocupa totalidade do edifício Oporto Center

Por a 16 de Fevereiro de 2017

JLL_oportocenter_fachadaA JLL anunciou que foi a consultora responsável “pela maior operação de arrendamento de escritórios na cidade do Porto em 2016”.

Em comunicado de imprensa, a consultora imobiliária explica que, através do seu departamento de Office Agency, desenvolveu a operação de arrendamento da totalidade do edifício Oporto Center a uma multinacional de origem francesa, que o escolheu para instalar parte dos seus serviços de backoffice de IT a nível internacional, “ocupando os 11.700 metros quadrados de área deste imóvel localizado na rua Santos Pousada, na zona do Bonfim”.

Nesta operação, a JLL representou o proprietário do imóvel, a Ciagest, e explica que está ainda a prestar serviços de “facility management” neste edifício, onde tem, em permanência, um gestor dedicado à operação diária das instalações do novo ocupante. O projecto de adaptação dos interiores do edifício está a ser desenvolvido pela Tetris, a empresa de arquitectura e construção de interiores que integra o universo empresarial da JLL.

“O Porto é um destino cada vez mais apetecível para a instalação de centros de serviços partilhados, como demonstra esta operação”, afirma Mariana Rosa, explicando que a “qualidade da mão de obra, a excelente posição geográfica, que está a ser agora verdadeiramente capitalizado e que tem beneficiado com o crescimento das rotas servidas por companhias “low cost”, bem como os custos de operação bastante competitivos face a outras cidades europeias, incluindo Lisboa, são factores valorizados na hora de escolher”.

Segundo a directora de Office Agency e Corporate Solutions da JLL, “a cidade goza de crescente exposição internacional, quer por via do crescimento do turismo, quer pela própria diplomacia económica que a autarquia tem desenvolvido”.

Por sua vez, José Telo, administrador da Ciagest, afirmou que “ter uma empresa de referência como inquilino do Oporto Center é muito importante não só para o edifício,que agora fica totalmente ocupado, mas também para o mercado de escritórios do Porto, que continua a atrair cada vez mais empresas internacionais e no qual queremos continuar a apostar”.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *