LARUS produz memorial à aviação naval em Aveiro

Por a 31 de Março de 2017

Memorial Aviação Naval_LARUS
O centro histórico de Aveiro tem um novo “Memorial à Aviação Naval”. A peça da autoria do designer Jorge Trindade – o mesmo que concebeu o monumento em 1980 -, foi executado pela LARUS.

O projecto de levantamento e de reconstrução, em homenagem à Escola de Aviação Naval Almirante Gago Coutinho, é constituído por um conjunto escultórico em bronze, com a base em granito serrado negro nacional.

“A expressão estética e simbólica do conjunto escultórico, cuja dinâmica da forma é inspirada no movimento ascendente, algo similar a um levantar de voo. A sua principal referência encontra-se na sua própria base, próxima da linha de terra, numa relação pacífica entre a horizontalidade com a verticalidade mais frágil. A sua nova implantação teve como objectivo a sua aproximação com o público e respeito com o espaço envolvente, permitindo uma maior leitura do conjunto escultórico e sua dignificação”, explica Jorge Trindade.

Sublinhe-se que este memorial foi inaugurado a 18 de Maio de 1981, precisamente no local onde os franceses embarcaram os primeiros aviadores e marinheiros para a base militar de S. Jacinto, onde, desde 1918, efectuavam a vigilância dos submarinos alemães que cruzavam a costa atlântica durante a I Guerra Mundial.

 

 

Um comentário

  1. José Rodrigues

    20 de Novembro de 2018 at 8:12

    Eu José Augusto Paiva Rodrigues filho de um dos * sobreviventes * da Aviação Naval , Francisco da Luz Rodrigues lamento que para já a Câmara de Aveiro na pessoa do seu Presidente Eng José Agostinho Ribau Esteves tenha perante , palavras suas, razões inadmissíveis e responsabilidade da Câmara o Memorial à Aviação Naval se tenha perdido e tenha havido a decisão política da sua reposição agora * decepada * dos seus elementos principais responsáveis pela sua história assim descrita e inscrita na Direcção Regional da Cultura do Centro .Larus assim aceitou a encomenda e assim colaborou em ser o * coveiro * de tão único monumento Nacional que para além de homenagear aquela Unidade Militar de S Jacinto de igual modo o fazia a dois grandes vultos do Nosso País ,Sacadura Cabral e Gago Coutinho. Estou certo que melhores dias virão e desse modo se possa a seu tempo repor o que de tão fácil é a execução e a instalação dos dois elementos em falta.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *