“Alienações parciais” penalizam resultados da Sonae Sierra no primeiro trimestre

Por a 16 de Maio de 2017

Fernando Guedes de Oliveira, Sonae Sierra CEO“Alienações parciais realizadas em 2016 dos centros comerciais Loop5 (Alemanha), Luz del Tajo (Espanha), AlgarveShopping e Estação Viana Shopping (Portugal) e à redução da participação no Sierra Portugal Fund, em parte compensadas pela abertura do centro comercial ParkLake (Roménia) em Setembro de 2016”. É deste modo que os responsáveis da Sonae Sierra justificam a quebra de 4,2% no Resultado Líquido apurado pela promotora e gestora de centros comerciais no primeiro trimestre do ano, fixando-se nos 15,9 milhões de euros.
Em comunicado, a empresa revela que prosseguiu “com sucesso” a sua estratégia de reciclagem de capital. O Iberia Coop, um fundo no qual a Sonae Sierra detém uma participação de 10%, adquiriu dois activos em Portugal – o Albufeira Retail Park e o hipermercado Continente do AlgarveShopping. A Socimi ORES, um veículo de investimento imobiliário participado pelo Bankinter e pela Sonae Sierra, iniciou o processo de aquisição de activos.
As vendas dos lojistas do portefólio registaram nos primeiros três meses de 2017 uma variação homóloga de 4%, tendo atingido um crescimento de 4,6% no Brasil, excluindo as variações cambiais.
De acordo com o CEO da Sonae Sierra, Fernando Guedes de Oliveira, “o aumento das vendas dos Lojistas, das rendas e das taxas de ocupação nos primeiros três meses do ano reflecte uma gestão bem-sucedida e a qualidade dos centros comerciais da Empresa. Os centros em desenvolvimento estão a progredir a bom ritmo e a estratégia de reciclagem de capital continua a impulsionar novas oportunidades de crescimento, incluindo as primeiras aquisições da Socimi ORES”. As vendas dos Lojistas do portefólio registaram nos primeiros três meses de 2017 uma variação homóloga de 4%, tendo atingido um crescimento de 4,6% no Brasil, excluindo as variações cambiais.
Na Europa as vendas subiram 3,8%, tendo a Roménia registado um crescimento importante devido à abertura do ParkLake. Em Portugal, as vendas dos Lojistas cresceram 3,9% e em Espanha 0,4%. Este desempenho reflecte uma tendência positiva generalizada no portefólio europeu, apesar de a Páscoa se ter celebrado em Abril e não no primeiro trimestre do ano, como aconteceu em 2016.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *