Biosurf escolhe DST para construir as suas novas instalações

Por a 16 de Junho de 2017

20A DST foi selecionada para construir as novas instalações da Biosurf, na Azambuja, um edifício industrial “inteiramente dedicado à biotecnologia”, que representa um volume de negócios superior a 2,5 milhões de euros.

Em comunicado de imprensa, a construtora bracarense explica que as novas instalações da Biosurf, “com uma área de implantação superior a 50 mil metros quadrados, e uma área de construção de cerca de 4.450 metros quadrados”, permitirão aumentar a capacidade de produção do “spinit”, “um sistema inovador de análise ao sangue, desenvolvido por aquela empresa, através do qual é possível obter resultados em apenas seis minutos, sem necessidade de recorrer a laboratórios.

O projecto de arquitectura coube à José Romano Arquitectos e ao Focus Group, e a empreitada prevê, para além da estrutura em betão, cerca de 150 tokneladas de estrutura metálica, a que se junta um pavimento térreo em resina epoxy, “um factor diferenciador para o uso pretendido pelo laboratório”. A obra tem um prazo de execução de seis meses, critério que, a par da capacidade de inovação, traduziu a adjudicação do projecto ao Grupo DST”, destaca a nota da construtora, que refere ainda que a VHM é a empresa responsável pela fiscalização.

Para o presidente do Grupo DST, esta obra representa “mais um desafio que vamos superar no que concerne à nossa capacidade de inovação e de busca de soluções tecnologicamente avançadas e que vão ao encontro dos anseios do nosso cliente”.

O facto de contribuir para um projecto inovador na área da saúde constitui também um motivo de orgulho para a DST, sublinhando José Teixeira que “as novas instalações permitirão uma melhoria da qualidade de vida dos pacientes, a par da fixação de diversos postos de trabalho na Azambuja, o que dinamizará a economia local”.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *