Análise da Aguirre Newman revela crescimento de 26% no mercado de escritórios até Maio

Por a 19 de Junho de 2017

Escritório.Em Maio a área contratada registou valores inferiores ao mês homólogo do ano anterior, com 11.354 m2 face a 12.887 m2, no entanto o ano de 2017 permanece com valores acima de 2017. A prestação do mercado entre Janeiro e Maio de 2017 ficou 26% acima de 2016, com 64.757 m2 face aos 51.543 m2.
A garantia é dada pela consultora Aguirre Newman que revela que nos primeiros cinco meses do ano, foram registadas 108 operações, correspondendo a mais 42 transacções do que em igual período do ano anterior. O maior número de operações verificou-se no Corredor Oeste (Zona 6), com 35% das transacções ocorridas. No extremo oposto, o Parque das Nações (Zona 5) apenas registou uma operação.
Analisando a distribuição geográfica dos m² colocados, o Corredor Oeste (Zona 6) e o Prime CBD (Zona 1) registaram a maior área contratada entre Janeiro e Maio, traduzido em 19.237 m2 e 14.972 m2, respectivamente. Avaliando a absorção por intervalo de área contratada até Março do ano em curso, verifica-se que na zona 1 (Prime CBD), zona 2 (CBD) e zona 6 (Corredor Oeste) mais de 50% das transacções registaram uma superfície inferior a 300 m2.
Relativamente à superfície média contratada por transacção, esta diminuiu de 23%, de 781 m2 em Maio de 2016 para 600 m2 em Maio de 2017.
Da área contratada até Maio de 2017, apenas duas transacções foram referentes a edifícios de escritórios novos, com uma representação de 12% da área total contratada no período em análise (7.827 m²).
No mês de Maio de 2017, o sector “TMT’s & Utilities” destacou-se, tendo sido responsável por 35% da área contratada (4.045 m2 num total de 11.643 m2). Verificamos que a contratação de área da Nokia para o Alfrapark e da Pipedrive para o Atrium Saldanha são responsáveis pelo peso do sector “TMT’s & Utilities” nas transacções de Maio.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *