SAMI e Atelier de Santos vencem Prémios AICA 2015 e 2016

Por a 19 de Junho de 2017

 

Casa E/C

Casa E/C

 

Os Prémios AICA, atribuídos a personalidades cujo “percurso profissional seja considerado relevante pela crítica e cujo trabalho tenha estado particularmente em foco, no ano a que o prémio diz respeito”, distinguiu o colectivo SAMI constituído por Miguel Vieira e Inês Vieira da Silva e o Atelier de Santos, composto por Célia Gomes e Pedro Machado Costa.

A Casa E/C, em São Miguel Arcanjo, na Ilha do Pico, foi distinguida com o Prémio Arquitectura 2015. O projecto da autoria do gabinete SAMI, consiste numa casa de férias que se caracteriza por partir de uma ruína e por ser “moldada no interior das paredes de pedra”.

“Uma ruína foi o ponto de partida para o desenho de uma casa de férias na ilha do Pico. O projecto surgiu da vontade de manter a ruína e pensar uma casa que a valorizasse, que a ela se pudesse moldar e simultaneamente dela tirar partido, oferecendo possibilidades de vivências mais diversas e complexas que a anterior tipologia”, pode ler-se na descrição do projecto.

A casa desenhada pelo atelier sedeado em Setúbal, já tinha estado nomeada para o European Union Prize for Contemporary Architecture – Mies van der Rohe Award 2015.

O Prémio de Arquitectura 2016 distinguiu o Atelier de Santos pela obra Escola Secundária Luís de Freitas Branco, em Paço de Arcos. Também esta obra já havia sido nomeada para outros prémios, nomeadamente para o Mies Van Der Rohe 2016.

Nesta edição foram também distinguidos os artistas Jorge Queiroz e Daniel Blaufuks, com o Prémio Artes Plásticas 2015 e Prémio Artes Plásticas 2016, respectivamente.

 

 

 

 

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *