InnoEnergy disponibiliza financiamento para inovação na área energética durante todo o ano

Por a 12 de Julho de 2017

eurosA InnoEnergy anunciou a disponibilização de investimento para a inovação durante todo o ano, com o objectivo de “apoiar e lançar inovações revolucionárias no campo da energia limpa”.

Em comunicado de imprensa, este “motor de inovação energética sustentável da Europa” destaca que, desta forma, proporciona “flexibilidade” às empresas que “poderão assim encurtar todo o processo que decorre desde o laboratório até ao lançamento”. Durante este ano, a Fase de Investimentos da InnoEnergy apoiou já sete novos projectos nos campos das energias renováveis, edifícios eficientes e inteligentes e eficiência energética, num totam de 13,5 milhões de euros em fundos.

A nota sublinha também que desde o lançamento da sua fase de investimentos, em 2011, a InnoEnergy apoiou já mais de 90 projectos, com 170,5 milhões de euros em fundos, “resultando em 3 mil milhões de euros em prognósticos de vendas”, o que contribuiu para “77 patentes e 323 parceiros a trabalharem em projectos que abrangeram oito diferentes áreas tecnológicas na Europa”.

Esta fase de investimentos encontra-se aberta para “abordagens tecnológicas europeias, que ajudarão a mudar o futuro da indústria energética”. Assim, a InnoEnergy considera que, ao oferecer financiamento e acesso à sua rede de peritos, a iniciativa “ajuda a enfrentar os desafios inerentes à comercialização tecnológica, de modo a acelerar a inovação”.

“Para criar um futuro de energia sustentável para a Europa, há que impulsionar, para o mercado, inovações comprovadas de forma mais célere”, afirma Mikel Lasa. Nas palavras do CEO da InnoEnergy Iberia, “a mudança para um modelo de disponibilidade durante todo o ano vai permitir aos inovadores um acesso único ao conjunto de conhecimento de mercado e tecnologia, suporte financeiro e parceiros comerciais, que caracterizam a ronda de investimentos, na altura certa, para os seus negócios”.

Segundo o CEO, ao trabalhar com “empreendedores e inovadores”, como PMEs e equipas de pesquisa, “actuamos como um co-piloto comercial.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *