Frente do Mosteiro da Batalha vai ser alvo de requalificação

Por a 29 de Agosto de 2017

A Câmara Municipal da Batalha anunciou adjudicar a empreitada “Operação Urbanística de Salvaguarda aos Impactos de Ruído e Poluição sobre o Mosteiro Santa Maria da Vitória, Zona Poente”, por um valor superior a 510 mil euros,  com o objectivo de requalificar urbanística e paisagisticamente a frente Mosteiro.

De acordo com a autarquia, a empreitada prevê a criação de uma barreira acústica que minimize os impactes ambientais relacionados com a poluição sonora e promova a melhoria das condições ambientais  e urbanas  na área envolvente do Monumento Nacional, prevista no âmbito do Plano de Acção para a Regeneração Urbana (PARU) da vila da Batalha e financiada pelo Programa Operacional para a Região Centro – CENTRO 2020.

Segundo a mesma fonte, trata-se de uma acção preventiva e necessária à proteção do Monumento, ainda recentemente evidenciada em estudo geofísico coordenado pelo Professor Manuel Senos Matias, na publicação “Anatomia de um Mosteiro”.

Para o efeito, a Câmara da Batalha conta com o apoio técnico da Direcção Geral do Património Cultural (DGPC) e realizou um acordo de gestão com a empresa Infraestruturas de Portugal, S.A., subscrito pelo Conselho de Administração e que permitirá intervir na zona envolvente da EN 1, sob gestão da concessionária da rede rodoviária nacional.

Recorde-se que, o Mosteiro da Batalha voltou a ser o 3º monumento nacional mais visitado no primeiro semestre do ano de 2017, contabilizando um total de 205.300 visitantes, segundo a Direcção Geral do Património Cultural (DGPC), e assume uma posição estratégica para o crescimento do turismo regional e nacional.

Para o Presidente da Câmara Municipal da Batalha, Paulo Batista Santos, “este projecto é resultado de uma forte parceria entre várias entidades, muita determinação da Câmara e realiza uma opção que sempre tivemos de valorização do património”.

“A sua concretização foi um enorme desafio que muito poucos acreditavam, mas com firmeza iremos realizar mais um projecto reclamado há várias décadas. Agradecemos aos Governantes e aos Parlamentares, bem assim ao Senhor Presidente da República, Professor Marcelo Rebelo de Sousa, que nos ajudaram a materializar este objectivo nacional”, refere ainda o edil da Batalha.

“O Mosteiro da Batalha tem sido uma alavanca extraordinária para a economia local e através desta obra colocaremos a Batalha ao nível de muitas cidades europeias que investem na defesa e valorização ambiental do seu património”, acrescenta o autarca.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *