Câmara de Setúbal aprova concursos para reabilitação e prevenção de cheias

Por a 21 de Setembro de 2017

O concurso público para a empreitada “Reabilitação do Bairro das Manteigadas – Eficiência Energética” apresenta um preço base superior a 1.200 milhão de euros. A intervenção, que pretende abranger um total de 19 edifícios, visa a instalação de isolamento térmico nas paredes, coberturas e caixas de estores e a colocação de caixilharias com vidro duplo em PVC ou alumínio com corte térmico, acções que garantem um melhor desempenho energético.
Este projecto está associado a uma candidatura apresentada pela Câmara Municipal de Setúbal a financiamento comunitário no âmbito do Portugal 2020 relativo ao domínio “Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos”.
Como um prazo de execução de obra máximo de 18 meses, a autarquia fixou um prazo de 30 dias para a apresentação de propostas de potenciais concorrentes.
Por outro lado, a prevenção das cheias na cidade de Setúbal viu também aprovada em reunião de câmara  um concurso público superior a um milhão de euros.  Trata-se de uma empreitada para regularização do troço final da Ribeira do Livramento e bacias de retenção.  A intervenção inclui a remodelação da Passagem Hidráulica do Muro, bem como a recuperação do muro da margem esquerda da ribeira e de duas passagens hidráulicas em arco de tijoleira cerâmica ao cutelo. Da empreitada faz ainda parte a reabilitação de um pequeno aqueduto que liga as duas margens da Ribeira da Figueira, localizado imediatamente a montante da Passagem Hidráulica do Muro e que termina próximo da Quinta de Santana, junto da EN 10.
Esta acção está associada a uma candidatura apresentada pela Câmara Municipal de Setúbal no âmbito do Portugal 2020, com financiamento comunitário através do POSEUR – Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Usos de Recursos.
O projecto tem como objectivo implementar soluções de melhoria do escoamento pluvial em linhas de água, neste caso, através da melhoria do comportamento hidráulico da Ribeira da Figueira e da bacia de amortecimento em situação de cheia. Para a execução da obra, a autarquia determinou um prazo máximo de 12 meses e 30 dias para a apresentação de propostas.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *