Tribunal de Contas dá aval para o arranque da requalificação do canal ferroviário de Espinho

Por a 21 de Setembro de 2017

Tardou mas chegou. O Tribunal de Contas deu o seu aval à execução dos trabalhos de requalificação do canal ferroviário de Espinho, obra adjudicada em Maio à construtora ABB mas que só agora recebeu verde por parte do organismo liderado por Guilherme d’Oliveira Martins.
A decisão valida todo o processo e permite o arranque da Obra de Requalificação do Canal Ferroviário-ReCaFE, estando assim reunidas todas as condições legais e processuais para o inicio da obra da chamada “Alameda 8”.
O Tribunal de Contas tinha suscitado e pedido alguns esclarecimento sobre o projecto e financiamento da obra, aos quais a Câmara Municipal de Espinho respondeu, num processo que, dado o rigor exigido demorou algum tempo.
O Tribunal de Contas emitiu o Visto que valida todo o processo da obra e que vai permitir o arranque dos trabalhos dentro de alguns dias. A autarquia esperava poder avançar com os trabalhos em Junho.
Com um prazo de execução de três anos, embora com o “compromisso [da construtora] de que será executado em menos tempo”, a intervenção avaliada em 12,5 milhões de euros prevê transformar a Alameda 8 “numa sala de visitas da cidade”, com espaços verdes, espaços comerciais, uma ponte pedonal, uma pala para eventos, áreas de estadia, um ponto intermodal para transportes públicos e um parque de estacionamento subterrâneo.
Diogo Lacerda e Francisco Mangado são os arquitectos responsáveis pelo projecto.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *