Prémio Rafael Manzano distingue arquitecto português

Por a 26 de Outubro de 2017

A 6ª edição do Prémio Rafael Manzano de Arquitectura Tradicional foi entregue a José Baganha, reconhecendo a obra do arquitecto português e o seu trabalho na preservação das tradições arquitectónicas das cidades e regiões portuguesas, com destaque para o Alentejo.

Entre as obras do arquitecto português, estão a Casa das Sesmarias em Salvaterra de Magos, o Monte do Carujo em Alvito, o Monte da Herdade do Rego em Vila Boim ou a Casa do Médico de S. Rafael em Sines – um edifício do séc. XVIII condenado à demolição que foi resgatado e que Baganha reconstruiu e converteu num centro de eventos para a Ordem dos Médicos.

José Baganha, co-fundador do “COUNCIL FOR EUROPEAN URBANISM” (CEU) e membro do Colégio do Património Arquitectónico da Ordem dos Arquitectos, recebe um prémio no valor de 50.000 euros.

Recorde-se que, o O Prémio Rafael Manzano foi entregue pela primeira vez em 2012, pela infanta Elena de Espanha e, desde então, que procura estender a iniciativa a Portugal. Em 2017 foi instituído pela Fundação Richard H. Driehaus, pela rede INTBAU (International Network for Traditional Building Architecture and Urbanism) cujo fundador e patrono é o Príncipe de Gales, e pela Fundaçao Serra Henriques que conta com o Alto Patrocínio do Presidente da República Portuguesa, Marcelo Rebelo de Sousa.

A entrega do prémio terá lugar em Madrid no próximo dia 7 de Novembro, na Real Academia de Bellas Artes de San Fernando.

 

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *