Vanguard Properties investe 200 M€ em Grândola

Por a 10 de Novembro de 2017

O grupo de investimento imobiliário Vanguard Properties lançou esta quinta-feira a primeira pedra de um investimento de 200 milhões de euros na aldeia da Muda, em Grândola, um projecto imobiliário que promete atrair clientes nacionais e estrangeiros.
O projecto da Vanguard Properties, uma empresa liderada por um investidor suíço, Claude Berda, que fez fortuna na área do audiovisual e mais tarde no imobiliário suíço, prevê a construção de 200 moradias de diferentes tipologias, com áreas de serviço, comércio e desportivas, junto à aldeia da Muda.
No centro da aldeia, o projecto integra um conjunto de cerca de 50 unidades geminadas, designadas por Casas da Aldeia, com tipologias T0 e T3 e áreas entre 60 e 200 metros quadrados, com jardim e piscina.
Esta zona deverá ter diversos equipamentos de apoio, designadamente campos desportivos, piscina, zona comercial, café, restaurante, supermercado, parque infantil e capela. Na mesma zona da aldeia da Muda vão nascer também as denominadas Villas da Aldeia, um conjunto de cerca de 150 lotes com áreas entre 670 e 2.300 metros quadrados e uma área de construção entre 150 e os 700 metros quadrados.
Este projecto residencial contempla ainda 43 quintas – Quintas da Aldeia -, com áreas entre os quatro e os sete hectares e uma área de construção de 500 metros quadrados e mais 100 metros quadrados de alpendres.
A empresa começou a investir em Portugal em finais de 2015, tendo adquirido 14 projectos residenciais de primeira e segunda habitação em Lisboa, Oeiras, Comporta e em Lagoa, no Algarve, este último já em fase de construção desde o passado mês de Abril.
“No projecto da aldeia da Muda esperamos ter uma clientela nacional, mas também já há manifestações de interesse de clientes de origem italiana, espanhola, francesa, belga, suíça, brasileira, norte-americana e libanesa”, disse José Cardoso Botelho, convicto de que a Vanguard Properties já é, neste momento, o maior promotor nacional na área residencial, com um total de 320 mil metros quadrados de área de construção acima do solo.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *