Foster + Partners vai ampliar aeroporto de Marselha

Por a 30 de Novembro de 2017

O gabinete Foster + Partners venceu o concurso para a extensão do aeroporto de Marselha, que aumentará a capacidade do terminal para 12 milhões de passageiros por ano, garantindo assim a sua funcionalidade até 2046.

Segundo comunicado de imprensa do gabinete de arquitectura, o projecto – que pretende “restaurar a clareza original” do edifício de Fernand Pouillon (1960), ao mesmo tempo que adiciona a “peça que falta” na extensão levada a cabo por Richard Rogers em 1992, para ligar todo o conjunto -, será desenvolvido em duas fases.

A primeira fase foca-se na criação de um “ novo coração” do edifício, que consiste num pavilhão com 22 metros de altura que pretende tornar mais simples o fluxo de passageiros.

Este edifício, inspirado na estrutura original dos anos 60, conta com grandes claraboias e áreas verdes interiores, que vai resultar num “ambiente iluminado e agradável”.

Grant Brooker, um dos responsáveis pelo gabinete, explica: “o aeroporto de Marselha cresceu muito e de forma gradual nos últimos 60 anos. O nosso objectivo é projectar um pavilhão que ligue os edifícios existentes, simplificando o fluxo de pessoas entre eles e criando uma nova porta de entrada na região. O novo terminal possui um terraço panorâmico com vista para o aeroporto e a paisagem natural e é totalmente iluminado por claraboias, absorvendo a luz solar e homenageando o arrojado espírito arquitectónico do edifício original de Fernand Pouillon.”

No mesmo documento, Brooker garante ainda que, “as interfaces entre os edifícios antigos e novos estão claramente articuladas”. “Os espaços interiores fluem perfeitamente de um edifício para o outro, com um layout flexível que pode ser adaptado para os edifícios existentes”.

 

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *