SunEnergy apoia investigação na área da eficiência dos painéis fotovoltaicos

Por a 30 de Novembro de 2017

Adélio Gaspar (UC), Francisco Nunes (UC), Carlos Morais (Sunenergy), Nelson Soares (ADAI) e José Costa (UC)

Melhorar a eficiência dos painéis fotovoltaicos comerciais, tornando mais eficiente a conversão de energia solar em eléctrica, é o grande objectivo de uma parceria que a SunEnergy, empresa especializada em soluções de energias renováveis, estabeleceu com a Universidade de Coimbra e a Associação para o Desenvolvimento da Aerodinâmica Industrial (ADAI).

Em nota de imprensa enviada ao CONSTRUIR, a SunEnergy explica que, no âmbito do projecto denominado  “PCMs4Buildings – Sistemas com cavidades retangulares com materiais de mudança de fase para o aproveitamento de energia solar térmica em edifícios” (www.adai.pt/pcms4buildings), os investigadores avaliam se o uso de unidades de armazenamento de energia térmica amovíveis, preenchidas com materiais de mudança de fase, os chamados PCMs, podem reduzir a temperatura operativa dos painéis fotovoltaicos, melhorando a sua eficiência.

“Este tipo de solução pode melhorar a eficiência dos painéis fotovoltaicos e, logo, o desempenho energético dos edifícios, reduzindo a dependência em relação aos combustíveis fósseis e aproveitando as fontes de energia renováveis, neste caso, o sol, com benefícios para o ambiente e para a economia”, refere Carlos Morais, responsável da SunEnergy. “A inovação nesta área é, por isso, fundamental”, acrescenta, avançando que a SunEnergy patrocina a investigação e, ao mesmo tempo, participa na montagem de uma instalação experimental piloto, destinada a avaliar os resultados práticos da mesma.

Os trabalhos são desenvolvidos no âmbito do projeto “PCMs4Buildings” – Sistemas com cavidades retangulares com materiais de mudança de fase para o aproveitamento de energia solar térmica em edifícios (www.adai.pt/pcms4buildings), ref. POCI-01-0145-FEDER-016750 | PTDC/EMS-ENE/6079/2014, cofinanciado por Fundos FEDER através do Programa Operacional Competitividade e Internacionalização – COMPETE 2020 e por Fundos Nacionais através da FCT – Fundação para a Ciência e a Tecnologia.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *