CMM antecipa 2018: Inovar para crescer no mercado externo

Por a 28 de Dezembro de 2017

“As empresas portuguesas têm de apostar no crescimento, através de investimento na internacionalização”. É deste modo que a Associação Portuguesa de Construção Metálica e Mista antecipa o que poderá ser o próximo ano. Fonte da CMM-Portugal Steel garante ao CONSTRUIR que a resposta não será, todavia, extraordinária, atendendo a que tem sido seguida nos últimos anos, especialmente para mercados estáveis como os países europeus. “No nosso entender, esta estratégia deverá ser sustentada na inovação e qualidade dos produtos e serviços prestados, diferenciando-se positivamente da concorrência. Só assim poderão prosperar em mercados cada vez mais exigentes e com forte concorrência”. Para a organização, é expectável “a continuação do bom desempenho das empresas portuguesas do sector, quer no aumento do volume de exportações, como no volume de negócios, reforçando a tendência de crescimento do sector da construção metálica evidenciada nos últimos anos”. “Em 2016 a indústria portuguesa da construção metálica encerrou o ano com um volume de negócios de 3.575 milhões de euros e foi responsável por 27 mil postos de trabalho”, asseguram
Para 2018, os responsáveis da CMM-Portugal Steel destacam o arranque do projecto ProSteel (QI PME: Projectos Conjuntos – Qualificação) que ocorrerá no inicio do ano, e que permitirá apoiar 22 empresas metalomecânicas na área da consultoria em diferentes áreas, nomeadamente empresas de consultoria de implementação de Inovação Organizacional e de Gestão, de consultoria de implementação de ferramentas digitais, consultoria de implementação de SGQ, consultoria de implementação de Eficiência Energética, consultoria de implementação da Norma Ambiental ISO14001 e consultoria de implementação de Organização de Processos de Produção. A CMM destaca também as iniciativas que irá promover no âmbito da Internacionalização, através do projecto Portugal Steel e de projectos financiados no âmbito do Portugal 2020.
A associação, acrescenta a mesma fonte, “continuará o trabalho desenvolvido na defesa do sector, reforçando o apoio às empresas com o lançamento de novos projectos e iniciativas que beneficiem todas as empresas da fileira da construção metálica. Continuará a promover acções conjuntas de forma a criar sinergias que potenciem a criação de novas oportunidades às empresas.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *