Novos investimentos no âmbito do Portugal 2020

Por a 22 de Janeiro de 2018

O início das obras do Corredor Ferroviário do Sul e a dotação de cerca de 40 milhões de euros para a construção do novo Hospital Central de Évora são os dois projectos estruturantes do Alentejo que deverão integrar a reprogramação do Portugal 2020.

O anúncio foi feito pelo Primeiro-Ministro António Costa, perante o Conselho Regional do Alentejo, em Évora, para discussão da Estratégia Nacional Portugal 2020 – 2030, na qual foram também mencionados os projectos que serão ainda reajustados aos fundos comunitários Portugal 2020.

De acordo com António Costa, deverá ser lançado, “ainda neste primeiro trimestre”, o concurso para a construção da linha ferroviária entre Évora e Elvas e o inicio da obra de Elvas até à fronteira do Caia, o que representará o inicio das obras do Corredor Ferroviário do Sul.

O investimento total ascende a 422 milhões de euros, dos quais 264 milhões de euros são do Estado e 158 milhões de euros serão suportados por fundos comunitários, no âmbito do Mecanismo Conectar Europa.

A maior parte do investimento respeita à ligação Alandroal-Linha do Leste (220 milhões de euros), seguindo-se a ligação Freixo-Alandroal (105 milhões de euros) e a ligação Évora Norte-Freixo (70 milhões de euros), a fiscalização tendo um custo de 27 milhões de euros.

Também o Hospital Central de Évora, cujo valor total de investimento ascende aos 170 milhões de euros, deverá ser contemplado em parte com os fundos comunitários do programa Portugal 2020, após a sua reprogramação. O montante anunciado por António Costa refere-se a um valor de 40 milhões de euros.

Não foi anunciada a data de lançamento do concurso, até porque o valor ao abrigo do Portugal 2020 não é suficiente para garantir a realização da obra.

Em alternativa, o Carlos Pinto de Sá, presidente da câmara municipal de Évora, referiu a “necessidade de procurar financiamento na União Europeia, no Banco Europeu de Investimento (BEI), onde for e garantir que estamos a falar de um hospital público para o Alentejo”.

O lançamento do concurso para a construção do novo hospital chegou a estar previsto para o ano passado, após o Governo decidir o seu modelo de financiamento, mas o procedimento não se concretizou.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *