ABB converte Quinta das Pirâmides em hotel de negócios

Por a 24 de Janeiro de 2018

Chama-se Hotel Quinta das Pirâmides e é um projeto turístico com Hotel Resort e Spa, restaurantes e centro de congressos projetado para a freguesia de Telhado, em Vila Nova de Famalicão, uma obra que será levada a cabo pela ABB. A intenção para a construção desse equipamento direccionado para o turismo de negócios parte de um promotor privado e a Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão manifestou na última reunião do executivo, por unanimidade, o interesse público do projecto para o concelho, condição essencial para a sua concretização.
O empreendimento vai nascer numa antiga quinta rural com 16 hectares, localizada na Avenida do Aziveiro em Telhado.
A construção do equipamento hoteleiro procura tirar partido do espaço rural, da beleza natural da quinta e da zona envolvente, aproveitando a proximidade aos castros históricos de Vermoim e Santa Cristina, a sua referência na obra de Camilo Castelo Branco e aproveitando a localização estratégica, muito perto das cidades de Braga (10km), Guimarães (15km) e Vila Nova de Famalicão (7km).
O hotel será construído em duas fases. A primeira fase com recuperação de parte do edificado para 32 quartos, SPA com 600 m2, dois restaurantes, salas de congressos para 300 pessoas e estacionamento. A segunda fase está relacionada com a ampliação da capacidade hoteleira.
O projecto direcciona-se para o turismo de negócios, durante a semana e turismo de alta qualidade, nos fins-de-semana, feriados e férias e terá um nível de 4 estrelas superior. O investimento, cifrado na primeira fase em 3 milhões de euros, vai gerar 11 empregos directos e 15 indirectos.
“É uma boa notícia para o concelho de Vila Nova de Famalicão que, reconhecidamente, se encontra deficitário em termos de alojamento hoteleiro, apesar do crescimento que tem existido no sector nos últimos anos”, assinala o Presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha, recordando “o enorme potencial do concelho para o mercado, não só pela localização geográfica particularmente privilegiada mas também pela presença diária no território de muitos estrangeiros relacionados com a forte actividade empresarial e industrial do concelho”.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *