Condeixa-a-Nova lança primeira fase de trabalhos em Conímbriga avaliados em 2,5M€

Por a 29 de Janeiro de 2018

A Câmara de Condeixa-a-Nova acaba de dar o primeiro passo num conjunto de trabalhos a realizar nos próximos anos nas Ruínas Romanas de Conímbriga e que totalizam um investimento estimado em 2,5 milhões de euros.
Está formalmente no terreno um investimento de 500 mil euros, acordado entre o Governo e a autarquia para a realização de intervenções o restauro da muralha tardia da cidade romana e no melhoramento do atendimento aos visitantes da área arqueológica, designadamente na bilheteira e na loja do Museu Monográfico.
Trata-se de “duas obras diferentes”, no restauro da muralha do Baixo Império – “que é urgente fazer” – e no melhoramento das condições de acesso dos turistas e demais visitantes.
Segundo adianta o município, a obra que vai ser agora executada é apenas uma primeira parte da intervenção que se pretende realizar e que está avaliada em mais de 2,5 milhões de euros, que também será alvo de candidatura a fundos europeus, para ampliar o Museu Monográfico e constituir um laboratório do azulejo.

A terceira parte, para a qual não há prazo de execução, deverá contemplar escavações arqueológicas, de forma a ampliar o espaço de visitação.

Por seu lado, a directora da DGPC, Paula Araújo da Silva, referiu que “este é um momento que conjuga vários momentos importantes” para a estação romana, acrescentando que “este é o primeiro dia de um caminho longo que temos de perseguir” na valorização de “um local exemplar e único em Portugal”.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *