Aeródromo de Tires requalificado para receber aviação executiva

Por a 31 de Janeiro de 2018

O Aeródromo de Cascais vai investir 3,2 milhões de euros nos trabalhos de requalificação das infra-estruturas de modo a poder acolher operadores de aviação executiva de todo o Mundo.
A informação, adiantada pelo semanário Expresso, revela que os trabalhos de transformação daquele espaço em aeroporto vai permitir que a infra-estrutura passe a configurar como uma alternativa ao aeroporto de Lisboa para aquele tipo de voos.
Desde Outubro que o aeródromo de Cascais foi certificado pela Autoridade Nacional de Aviação Civil (ANAC) em classe III – fruto dos 3,2 milhões de euros investidos infraestrutura nos últimos cinco anos – o que lhe permite, já tráfego internacional, mas, ainda, com condicionantes.
“Para voos de países terceiros continua a ser necessário um conjunto de autorizações prévias de várias entidades, num processo administrativo cujos tempos de resposta não são, muitas vezes, compatíveis com a realidade executiva”, destaca Miguel Sanches, director do aeródromo.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *