Exposição “Arquitectas XIX-XX” foi vandalizada

Por a 8 de Fevereiro de 2018

A exposição “Arquitectas XIX-XX”, da responsabilidade da presidente da Mulheres na Arquitectura, Patrícia Santos Pedrosa, e que, segundo a mesma, parte do pressuposto de que “a visibilidade das mulheres arquitectas, no contexto da História da Arquitectura consolidada, é diminuta e não faz justiça à sua presença efectiva e real no fazer cidade e arquitectura”, foi vandalizada.

A mostra integrada na unidade curricular de História da Arquitectura III, do 2.º ano do Mestrado em Arquitectura da Universidade da Beira Interior e patente no Departamento de Engenharia Civil e Arquitectura (DECA) daquela instituição, foi parcialmente destruída “com violência”, sublinha Patrícia Santos Pedrosa.

Ao CONSTRUIR, a arquitecta referiu: “considero que, pelo modo como foi feito, mas também por não haver relatos de coisas semelhantes acontecidas na UBI, infelizmente o motivo se prende com o tema da exposição: mulheres arquitectas que genericamente a história da arquitectura fez questão de ignorar e que o trabalho das/os alunas/os deu visibilidade”.

Recorde-se que, a mostra homenageia “as arquitectas que nos últimos dois séculos foram reforçando e ampliando o modo de fazer, pensar e questionar a arquitectura”.

De acordo com Patrícia Santos Pedrosa, “foi objectivo deste semestre trabalhar parte de quem não tem direito a estar nos livros de história”. “Só o surgimento e o trabalho de plataformas como Un día/Una Arquitecta, entre outras, permite que, paulatinamente, estes exercícios se vão realizando com os/as estudantes. Esta exposição é também uma homenagem a quem trás à luz o que não tem tido direito a existência académica”, acrescenta.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *