Produção de energias renováveis supera consumo eléctrico

Por a 3 de Abril de 2018

A produção de electricidade renovável no mês de Março de 2018 excedeu o consumo de Portugal Continental, de acordo com informação da  Associação Portuguesa de Energias Renováveis (APREN) e a associação ZERO.

Foram precisamente 4 812 GWh produzidos através de fontes de energia renovável durante este mês, tendo ultrapassado o consumo registado em Portugal Continental, de 4 647 GWh.

Este valor traduz-se numa representatividade das renováveis de 103,6 % do consumo eléctrico, algo inédito pelo menos nos últimos 40 anos. Porém, houve alguns períodos em que centrais térmicas fósseis ou a importação foram chamadas a completar o abastecimento das necessidades eléctricas em Portugal, facto que foi plenamente contrabalançado por períodos de muito maior produção renovável.

No período analisado, a representatividade diária das renováveis no consumo registou um mínimo de 86%, ocorrido no dia 7 de Março, e um máximo de 143 %, no dia 11 de Março. Destacando-se um período de 70 horas, com início no dia 9, em que o consumo foi totalmente assegurado por fontes renováveis e outro período de 69 horas, no início no dia 12.

Estes dados além de assinalarem um marco histórico do sector eléctrico português, demonstram a viabilidade técnica, a segurança e a fiabilidade do funcionamento do Sistema Eléctrico Nacional, com muita electricidade renovável. O anterior máximo tinha-se verificado em Fevereiro de 2014 com 99,2 %.

Em termos de recursos, o grande destaque vai para a hídrica e eólica responsáveis por 55% e 42% das necessidades de consumo, respectivamente. A produção total mensal das renováveis permitiu ainda evitar a emissão de 1,8 milhões de toneladas de CO2, o que se reflectiu na poupança de 21 milhões de euros na aquisição de licenças de emissão. É ainda de destacar nesta análise a obtenção de um elevado saldo exportador que foi de 19% do consumo eléctrico de Portugal Continental (878 GWh).

O registo do mês passado é um exemplo do que se passará a verificar, mais frequentemente, num futuro próximo. De facto, espera-se que até 2040 a produção de electricidade renovável seja capaz de garantir, de forma  eficaz, a totalidade do consumo anual de electricidade de Portugal Continental. No entanto, será ainda necessário o recurso pontual a centrais a gás natural, para além do apoio crucial das interligações e do papel de crescente importância do armazenamento de electricidade.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *