Schneider Electric: O digital ao serviço da IoT é hoje uma realidade

Por a 11 de Abril de 2018

 

Num mundo onde a própria energia e a forma com a consumimos é, actualmente, muito pressionada pelo digital, a Schneider Electric não quis deixar de se antecipar e fazer do uso do digital uma forma de estar no mercado.

Para João Rodrigues, country manager da Schneider Electric Portugal, “o digital é hoje, não é amanhã”. Num almoço onde falou sobre a importância do digital para a empresa, João Rodrigues, salientou que “no futuro a gestão da energia vai ser de uma forma muito eficiente com o suporte do digital”, em particular quando utilizada para a Internet das Coisas (Internet of Things).

Até 2020 é expectável que “30 mil milhões de dispositivos estejam ligados através da IoT”, o que vai permitir “melhorar a eficiência das organizações, de todos enquanto sociedade”, reforçou aquele responsável.

Foi com este objectivo que a Schneider Electric desenvolveu o EcoStruxure, uma plataforma tecnológica de IoT aberta e interoperável e que oferece valor optimizado em torno da segurança, fiabilidade, eficiência, sustentabilidade e conectividade.

Plataforma EcoStruxure

O EcoStruxure agrega avanços em IoT, detecção, mobilidade, cloud, analíticas e cibersegurança para oferecer Inovação podendo ser utlizada em diferentes situações, tais como na melhoria da eficiências energética dos edifícios (EcoStruxure Building), na automatização da indústria com a chegada da IIoT- Internet Industrial das Coisas (EcoStruxure Plant e Machine), no aumento da eficiência da sua rede para as redes sustentáveis (EcoStruxure Grid), no reforço da infraestrutura física dos centros de dados de forma a adaptar-se rapidamente para suportar a futura procura impulsionada pela IoT e pelo crescimento, tanto na cloud como na rede (EcoStruxure IT, sem comprometer a disponibilidade ou a eficiência operacional, na energia tornando-a mais segura, fiável e eficiente (EcoStruxure Power), na conexão das melhores soluções de OT às novidades mais recentes da tecnologia de TI para que tire o melhor partido das suas operações e do verdadeiro potencial da Internet das Coisas (EcoStruxure Platform).

Acompanhar esta evolução digital de “forma sustentada” é outro dos objectivos da Schneider Electric que pretende contribuir para as emissões zero até 2020, permitindo às empresas e fábricas através da utilização de dados e assistência especializada alcançar a sua estratégia de sustentabilidade.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *