Seixal leva 5 projectos turísticos ao SIL Cidades

Por a 19 de Abril de 2018
 
O município do Seixal foi o primeiro a nível nacional a integrar o SIL Cidades, um espaço onde vai ser possível promover os municípios do País.

Presente na apresentação do Salão Imobiliário de Portugal 2018, a Câmara Municipal do Seixal deu a conhecer vários projectos da autarquia no âmbito da estratégia de requalificação das frentes ribeirinhas do Seixal, mas também no âmbito do projecto Lisbon South Bay e na captação de investimento e de novas actividades económicas.

“O Seixal é uma terra com um mar de oportunidades, e temos trabalhado para dar a conhecer as nossas potencialidades dentro e fora de portas. É por isso que temos participado em vários salões imobiliários, como o de Paris, o de Lisboa ou o de Cannes, de forma a dar a conhecer os nossos projectos e captar investimentos que trarão benefícios para o concelho e para a nossa população”, disse Joaquim Santos, presidente da Câmara Municipal do Seixal.

O autarca lembrou também que foi devido à participação nestes grandes eventos, onde a autarquia esteve também no âmbito do projecto Lisbon South Bay, que “em breve teremos instalada no concelho uma grande empresa da área das ciências da saúde”.

No âmbito da estratégia de requalificação das frentes ribeirinhas, o presidente da Câmara Municipal do Seixal apresentou cinco projectos que permitirão reabilitar toda a zona em torno da Baía do Seixal: O Hotel Mundet, o Hotel da Quinta da Trindade, o Porto de Recreio do Seixal – Hotel Largo dos Restauradores, o Eco Resort da Ponta dos Corvos e o Hotel e Porto de Recreio de Amora.
Hotel Mundet
De acordo com a Câmara do Seixal, a antiga fábrica corticeira Mundet, situada na frente ribeirinha, em pleno núcleo urbano antigo do Seixal e com uma vista para a Baía do Seixal e Lisboa, “possui elevado potencial para instalação de uma unidade hoteleira de 4 estrelas ou superior”. Trata-se de um equipamento com implantação num terreno de 3680 m2, com possibilidade de edificar 3 pisos mais 1 recuado e cave para estacionamento, e com capacidade para mais de 150 quartos. Segundo a autarquia, atendendo à história da Mundet, o hotel terá como particularidade a utilização da cortiça, sendo portanto o seu conceito associado à indústria corticeira. Prevê-se que a hasta pública para o concurso esteja disponível no mês de Maio.
Hotel Quinta da Trindade
A Quinta da Trindade é propriedade do Município do Seixal, tem uma área de 15 556 m2 e os indícios das primeiras edificações remontam ao século XV. De acordo com a autarquia, oferece uma localização privilegiada junto à Baía do Seixal e ao rio Tejo, ao terminal fluvial e ao Centro de Estágios do Sport Lisboa e Benfica”. O município salienta ainda a “excelente vista sobre a cidade de Lisboa” e sublinha que a intenção é de um projecto Seixal Vila-Hotel, “pela intenção de instalar uma unidade hoteleira de conceito nos edifícios que a compõem”.
Porto de Recreio do Seixal – Hotel Largo dos Restauradores
O Largo dos Restauradores, localizado no núcleo urbano antigo do Seixal e junto à Baía do Seixal, com uma excelente vista sobre Lisboa, é, segundo o município, “um dos locais com maior potencialidade para acolher alojamento turístico, no âmbito do projecto Seixal Vila-Hotel, contribuindo para a reabilitação urbana e dinamização socioeconómica do centro histórico”. Localizado junto à Estação Náutica Baía do Seixal e ao futuro Porto de Recreio, que terá capacidade para 188 embarcações, o Largo dos Restauradores “possui uma localização privilegiada para a construção de uma unidade hoteleira diferenciadora”.
Este projecto, explica, “constituirá um destino turístico de qualidade e diferenciador nos municípios da margem esquerda do Tejo, beneficiando de uma profunda ligação à Baía do Seixal, ao seu património histórico e cultural, às embarcações tradicionais e às actividades náuticas em geral”.
Eco Resort da Ponta dos Corvos
A Câmara Municipal do Seixal está a desenvolver um Plano de Pormenor com os proprietários da Ponta dos Corvos com o objectivo de se “concretizar no local um projecto turístico diferenciador, numa zona de grande riqueza natural, inserida na Área de Reserva Ecológica Nacional, entre a Baía do Seixal e o Tejo”. Trata-se de uma restinga com 2,5 quilómetros de extensão, com uma praia, que possibilitará um turismo ligado à natureza e à preservação do ambiente, com construção sustentável, garante a autarquia.
A Câmara do Seixal destaca a “riqueza natural invulgar e uma forte proximidade a ecossistemas ainda bastante íntegros” na zona, que “exerce uma enorme atractividade sobre os habitantes das zonas urbanas circundantes”. Recorde-se que, obteve em 2013 a classificação de águas balneares, a primeira atribuição no estuário do Tejo. Tal levou a um forte aumento da procura deste local como zona de lazer, em especial na época estival.
Hotel e Porto de Recreio de Amora
A autarquia apresenta-o como um “projecto inovador, junto ao Estádio da Medideira, que vai ser requalificado através de uma intervenção que o transformará no Estádio Municipal da Medideira. Como produto complementar, surgirá uma unidade hoteleira e um porto de recreio que permitirá a chegada dos nautas por via marítima”.
Na edição deste ano, que decorre de 3 a 7 de Outubro, o SIL espera contar com mais de 350 expositores e receber mais de 65 mil visitantes.

 

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *