“A evolução urbana de Tomar. De Sellium a Carlos Ramos” apresentado na FAUP

Por a 16 de Maio de 2018
“A evolução urbana de Tomar. De Sellium a Carlos Ramos”, da autoria do arquitecto e professor da FAUP José Cabral Dias e editado pela FAUP Publicações, será apresentado no próximo dia 22 de maio na Sala Plana da Faculdade de Arquitectura da Universidade do Porto (FAUP). A sessão contará com a presença do autor e apresentação pelo arquitecto Alexandre Alves Costa, professor catedrático jubilado da Universidade do Porto.

Sobre a obra, a FAUP desvenda uma sinopse da autoria de José Cabral Dias: “Após ter existido uma povoação romana na margem esquerda do Rio Nabão – Sellium – os Templários dão início à construção do seu Castelo sede, em Portugal. É escolhido um dos morros situados na margem direita do rio, onde é, também, edificada uma vila intra-muros: a Vila de Cima. A partir desse momento, o crescimento de Tomar segue a par o engrandecimento da Ordem de Cristo – sucessora da Ordem do Templo -, bastante poderosa na segunda dinastia e com o envolvimento nas Descobertas Com o processo de pacificação que acompanha o alargamento do território português para Sul, forma-se a Vila de Baixo e esta torna-se progressivamente o centro económico e social local. Caberá a D. João III, porém, pelo processo de alargamento do Convento, determinar o fim da estrutura bipolar de Tomar. A partir deste reinado, o espaço urbano da Vila não mais expressará a dicotomia alta/baixa. Quando Carlos Ramos é chamado a intervir em Tomar, o esplendor da Vila Notável está há muito esquecido. O seu intuito de modernização ficará, claro, pela imagem sugerida nos desenhos. Através de cartas desenhadas e de texto, este livro pretende caracterizar esse longo período de Selliium a Carlos Ramos, elencando factos e personagens e tentando dar a conhecer a forma urbana dos diversos períodos, bem como as influências presentes no processo de povoamento”.

José Cabral Dias (Coimbra em 1970), é arquitecto pelo DARQ (Universidade de Coimbra, 1994), mestre pela FAUP (Universidade do Porto, em 1999) e doutorado pela FAUP (2012). Lecciona Projecto na FAUP, desde 1999. Iniciou actividade profissional em 1994, tendo desenvolvido diversos projectos de arquitectura, individualmente e em co-autoria. Foi finalista do Prémio Nacional de Arquitectura e Madeira, em 2011, com o Edifício da Couraça de Lisboa, em Coimbra; e obteve uma Menção Honrosa no Prémio Municipal de Arquitectura Diogo de Castilho, em 2009, com a Remodelação e Ampliação do Campo Desportivo de Santa Cruz, também localizado na cidade de Coimbra. É autor de diversos artigos em publicações nacionais e internacionais.

 

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *