Projecto de Perrault para ParisLongchamp tem cunho português

Por a 20 de Maio de 2018

O Hipódromo de Longchamp, em Paris, agora denominado ParisLongchamp, foi inaugurado após um período de cerca de três anos em que sofreu obras de profunda remodelação. O projecto de arquitectura do novo edifício, da autoria do francês Dominique Perrault – que venceu o concurso em 2011 – tem a participação portuguesa da bysteel, empresa do dstgroup.

De acordo com a memória descritiva do projecto a que o CONSTRUIR teve acesso, o movimento, a permeabilidade, a materialidade e a relação com a envolvente foram conceitos e ideias subjacentes a todo o desenho do novo edifício, que teve o foco principal na “Tribune du Jockey”, um espaço inaugurado em 1857 por Napoleão III que recebe agora 10 mil pessoas. A Tribuna, de 160 metros de comprimento com 23 metros de altura, que apresenta uma “forma inclinada inspirada no movimento de um cavalo puro sangue a galope”, como revela Dominique Perrault, conta com quatro pisos, escadas rolantes, 75 camarins e um restaurante, no último piso, aberto em dias de corrida ou em eventos especiais, sobre uma estrutura em consola de grandes dimensões. Um dos pisos da tribuna oferece uma visão de 360 graus sobre todo o recinto.
Transparência

Esta permeabilidade é, aliás, uma das características do edifício, que é “aberto nas duas direcções” e composto por “pisos livres” com circulações pensadas e desenhadas de forma a permitir movimentos fluídos entre os vários espaços, assim como flexibilidade e modularidade de acordo com as necessidades e eventos que recebe.

Ao nível dos materiais, Dominique Perrault destaca as infra-estruturas em betão e metal, as bancadas revestidas a madeira e as fachadas em alumínio dourado que, sublinha na memória descritiva, “contribuem para a integração do volume na envolvente, na medida em que ‘jogam’ com a luz de acordo com as estações do ano”.

O arquitecto francês salienta ainda que a nova Tribuna – mais baixa e mais curta que a anterior – dá ênfase à paisagem e ao projecto de arquitectura paisagista que remonta ao século XIX e a Adolphe Ailhand. Na opinião de Perrault, “o edifício, a envolvente e os jardins formam um todo que valoriza a herança daquele lugar”.
Cunho português

Responsável por toda a obra de estruturas metálicas e sistemas de fachada em alumínio e vidro, a bysteel assumiu a construção da “Tribune du Jockey”. Com um valor superior a seis milhões de euros, a execução desta empreitada pela bysteel incluiu ainda o projecto de ligações, fornecimento e montagem da estrutura metálica, chapa colaborante, fachadas em alumínio e vidro.

O hipódromo, que durante mais de 150 anos acolheu o “Prix de l’Arc de Triomphe” – a corrida de cavalos mais famosa da Europa -, recebe, no próximo mês de Outubro, a edição deste ano daquela prestigiada corrida de cavalos.

O famoso hipódromo da capital francesa conta com uma área de construção de 20 mil metros quadrados, implantado numa área total de 57 hectares, entre o rio Sena e o Bosque de Bolonha.

Para Rodrigo José Crespo de Araújo, administrador da bysteel, é um enorme orgulho fazer parte desta empreitada, tão emblemática e histórica como esta.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *