Casa da Arquitectura leva “Tudo é Projeto” à Bienal de Veneza

Por a 21 de Maio de 2018
A Casa da Arquitectura (CA) vai marcar presença durante a semana inaugural da 16ª Bienal de Veneza com a exibição do documentário “Tudo é Projeto”, sobre a vida e a obra do arquitecto brasileiro Paulo Mendes da Rocha (último Leão de Ouro da Bienal), cuja produção foi apoiada pela Casa da Arquitectura.
A iniciativa acontece no dia 23 de Maio, na Università Iuav di Venezia e inclui uma conversa com a realizadora, Joana Mendes da Rocha, filha do arquitecto. A sessão será aberta por Daniele Pisani, em representação daquela instituição universitária e Nuno Sampaio, director executivo da CA.
Recorde-se que a CA apoiou a produção de “Tudo é Projeto”. “O filme e esta iniciativa são contributo da Casa da Arquitectura na divulgação da obra de Paulo Mendes da Rocha, que em 2016 recebeu o Leão de Ouro de carreira da Bienal de Arquitectura de Veneza e é um dos grandes doadores do acervo da Casa da Arquitectura”, assinala Nuno Sampaio.
Em 2015, Paulo Mendes da Rocha doou o projecto original do Museu dos Coches à Casa da Arquitectura, sendo um dos primeiros arquitectos a oferecer materiais originais para integrar a Colecção Arquitectura Brasileira – um vasto acervo de projectos, desenhos, maquetes e livros que conta a história da arquitectura moderna e contemporânea brasileira de 1930 até à actualidade.
De acordo com a Casa da Arquitectura, a exibição de “Tudo é Projeto” representa “uma oportunidade única de conhecer o outro lado de um arquitecto e pensador extraordinário que tem em Portugal, no Museu dos Coches, a sua única obra construída fora do Brasil”.
De salientar ainda que, o filme ganhou o prémio do público para Melhor Documentário na Mostra Internacional de Cinema de São Paulo e no Arquitecturas Film Festival de Lisboa. A partir do olhar e das entrevistas feitas pela filha, Joana Mendes da Rocha, que divide a direção da longa-metragem com Patricia Rubano, “Tudo é Projeto” apresenta “as ideias e as opiniões, por vezes consideradas polémicas, sobre urbanidade, natureza, humanidade, arte e técnica do profissional brasileiro de quase 90 anos de idade”, sublinha a CA.
Financiado pelo Fundo Sectorial do Audiovisual (PRODAV 06/2013), a longa-metragem foi produzida com exclusividade para o Canal Curta! pela Olé Produções com o apoio da Casa da Arquitectura – Centro Português de Arquitectura e coprodução da Opa!

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *