Estudo: Mais 2100 quartos de hotel previstos para Lisboa  

Por a 11 de Junho de 2018


Segundo o WACTION, estudo relativo ao mercado imobiliário, realizada pela consultora Worx, prevê-se um acréscimo de 2100 quartos em hotéis de 4 e 5 estrelas em Lisboa. Os dados relativos ao segmento de Hotelaria para oo primeiro trimestre de 2018 revelam que a trajectória de crescimento que se tem vindo a verificar se mantém, prosseguindo a performance que o mercado de turismo nacional tem vindo a registar de forma consistente e sólida desde há cerca de dois anos.

Segundo Alberto Henriques, Tourism, Hospitality & Leisure da Worx “Os números da performance hoteleira em 2018 demonstram uma evolução positiva cada vez mais orientada pelo aumento da receita média por quarto vendido. Em Lisboa e Porto, perspectiva-se a abertura de diversas unidades hoteleiras, muitas das quais com branding international, o que por si só demonstra uma nova fase de maturidade do mercado hoteleiro nacional, sendo esta uma demonstração da confiança dos investidores neste sector”.

Ao nível do investimento, no primeiro trimestre de 2018 o Grupo Hoti Hotéis adquiriu um hotel de quatro estrelas, em Setúbal, que reabriu em Maio com a marca Meliá. Este equipamento conta com 112 quartos e pretende dirigir-se para o segmento de negócios, mas também o segmento de lazer e famílias.

O estudo indica ainda importantes aberturas registadas durante o período em análise, nomeadamente o Pestana Porto – A Brasileira City Center & Heritage Building, de 5 estrelas, com 90 quartos, o Eurostars Museum, também 5 estrelas, com 91 quartos e 10 suites e o Easyhotel Lisboa, de 4 estrelas, e que disponibiliza mais 101 quartos.

Relativamente à taxa de ocupação por quarto, podemos observar que na cidade de Lisboa as categorias de 3, 4 e 5 estrelas verificaram uma subida, com a categoria de 3 estrelas a registar a subida mais significativa de 4 p.p comparativamente ao período homologo de 2017.

Para a cidade de Lisboa, o REVPAR no 1º trimestre de 2018 fechou nos 61,86 euros (+ 13,6%) e na Região de Lisboa cifrou-se nos 55,18 euros (+ 15%). Numa análise da evolução do REVPAR por categoria de unidade hoteleira, observou-se um aumento em todas as categorias, com destaque para a categoria de 3 estrelas que verificou uma subida de 8,05 euros face ao mesmo período de 2017, situando-se agora nos 42,15 euros.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *