Os locais de trabalho do futuro e as novas tecnologias

Por a 11 de Junho de 2018


No futuro, o local de trabalho, tal como o conhecemos actualmente, deixará de cumprir os requisitos. Os trabalhadores terão a oportunidade de desenvolver o seu trabalho com maior flexibilidade, de acordo com suas próprias necessidades. Isso requer mudanças organizacionais, não só ao nível dos horários de trabalho, mas também da livre escolha do local onde se quer trabalhar e, acima de tudo, de soluções e conceitos de TI inovadores.

É para responder a algumas destas questões que irá decorrer, no dia 28 de Junho, no Centro Cultural de Belém (CCB) , o IDC Fórum 2018 sobre a temática “Workplace of the Future”.

“Future of Work: Are you ready to play in the new normal?” é o tema que abre o debate, com Roberta Bigliani, vice president, Future of Work Lead at IDC Europe, com vista a responder a questões o impacto que as novas tecnologias têm nas organizações e como estas se devem preparar, os desafios da empresas, os talentos necessários e como a colaboração entre as pessoas e as máquinas pode transformar as empresas.

Pedro Coelho, responsável da Categoria de Computação Profissional da HP Portugal, vai falar sobre a “Reinvenção do Posto de Trabalho”. Como deverá ser o nosso posto de trabalho? Como redesenhar os nossos escritórios para atrair colaboradores e dar resposta às suas necessidades crescentes de colaboração? Que novos espaços terão que ser criados nos escritórios? E fora dele? São algumas das questões que serão colocadas a debate com este tema.

O IDC Fórum 2018 “Workplace of the Future” vai ainda contar com a participação de Miguel Agostinho, director executivo da APFM, João Figueiredo, director de Sistemas de Informação da Santa Casa da Misericórdia do Porto e Pedro Vieira, director de Sistemas de Informação e Inovação da Águas do Porto.

A IDC é uma subsidiária da IDG – International Data Group, é especialista na área de “market intelligence”, serviços de consultoria e organização de eventos para os mercados das Tecnologias de Informação, Telecomunicações e Electrónica de Consumo.

 

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *