Engel & Volkers aplica conceito inovador de mediação em Lisboa

Por a 19 de Junho de 2018

A mediadora alemã, que actua nos segmentos residenciais e comerciais de luxo, está presente em Portugal desde 2006, com presença no Algarve e na Área Metropolitana de Lisboa. Numa altura em que mercado imobiliário nacional vive o melhor momento das última década, a Engel & Völkers vai trazer para Portugal um conceito inovador de mediação e de abordagem ao mercado imobiliário – o Market Center Lisboa.

Já presente na Alemanha, Espanha, Itália, Dubai e Nova Iorque, o Market Center Lisboa, com um investimento total de 1,3 milhões de euros, deverá abrir portas até ao final do primeiro semestre de 2019. Deste valor, 800 mil euros serão direccionados para os escritórios onde ficarão localizados, afirmou Juan-Galo Macià, CEO da Engel & Völkers para Espanha, Portugal e Andorra.

Com esta aposta, a Engel & Völkers ibérica pretende aumentar o seu volume de facturação em território nacional para 10% já para o próximo ano.

O Market Center Lisboa, com capacidade para 150 consultores imobiliários e mais 15  elementos destinados a integrar o staff da empresa, vai focar a sua actividade junto das 24 freguesias da cidade de Lisboa, assim como algumas zonas inseridas na área metropolitana de Lisboa. A abordagem ao mercado será feita através da criação de áreas definidas geograficamente e que serão, depois, distribuídas a cada consultor.

O local do futuro Market Center Lisboa não está ainda definido, contudo a empresa pretende uma localização premium de forma a ir de encontro ao mercado onde pretendem operar.

A decisão de transpor este tipo de negócio para Lisboa “é o reflexo do compromisso da empresa com o mercado português, e especificamente, com a cidade de Lisboa, que tem um enorme potencial para nós”, explicou Juan-Galo Macià que revelou ainda que tem como objectivo “liderar no segmento mais alto do sector”.

Em Portugal, a Engel & Völkers actua, principalmente, no segmento de segunda habitação com particular relevância no Algarve e zona de Cascais e Estoril, mas tem vindo também a criar espaço para a primeira habitação, segmento que tem vindo também a crescer, já que como salientou Juan-Galo Macià, “os clientes hoje já não compram só para investir mas também para viver ou para passar uma temporada”.

Além do reforço na cidade de Lisboa, a mediadora pretende também alcançar as 20 agências em Portugal, nomeadamente em Braga, Guimarães, Coimbra, Leiria, Aveiro, Madeira, Faro, Tavira.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *