Escritórios: Ocupação em Maio rondou os 8 400 m2

Por a 22 de Junho de 2018


A ocupação de escritórios em Maio fixou-se nos 8 433 m2, elevando para 69 793 m2 o volume total transaccionado desde o início do ano. De acordo com o 
Office Flashpoint da JLL, a actividade de escritórios encontra-se 8% acima do nível registado em igual período de 2017, sendo que do total já colocado desde o início do ano, 18% foi da responsabilidade da JLL.

Ainda assim, fruto da conclusão de um menor número de transacções, o mês de Maio ficou cerca de 60% abaixo do mês anterior, que tinha registado um resultado excepcional superior a 21.000 mocupados, e recuou também 26% face a Maio do ano passado.

Mantém-se contudo uma grande dinâmica em torno do mercado de escritórios, com a procura a ditar a regras, em particular por parte de empresas que querem expandir as suas áreas de trabalho. “O facto da absorção líquida manter a sua posição dominante é uma boa notícia para o mercado e para a economia em geral, pois reflecte a contínua tendência de expansão do tecido empresarial. É um resultado do aumento real da procura, quer por parte das empresas já instaladas que aproveitam o bom momento que o país vive para melhorarem e expandirem as suas instalações, como também pelo surgimento de novas empresas que querem entrar no nosso país, principalmente nas áreas dos serviços partilhados e backffice de grandes multinacionais”, explica Mariana Rosa, directora do departamento de Office Agency da JLL.

Desde o início do ano foram concluídas 82 operações de tomada de espaços de escritórios em Lisboa, com uma área média por transacção de 851 m2, o que uma vez mais representa um crescimento de 42% em relação ao ano anterior.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *